Apesar de serem muito presentes no nosso dia-a-dia atualmente, as copiadoras foram uma ideia que enfrentou considerável resistência para ser aceita na década de 1930, quando foram inventadas por Chester Carison.

Foi apenas em 1959 que a empresa Haloid Company, agora nomeada de Xerox, decidiu bancar a fabricação e, assim, as copiadoras entraram no mercado e se tornaram itens essenciais em ambientes como escritórios e escolas.

Desde então, essas máquinas evoluíram em diversos aspectos, sendo capazes até mesmo de produzirem cópias coloridas.

Para conhecer mais sobre as copiadoras gráficas, continue a leitura!

 

O que é uma copiadora e qual a sua função?

Uma copiadora, também chamada de fotocopiadora ou máquina de xerox, tem como função criar cópias idênticas de documentos originais de maneira rápida e eficiente. Ela utiliza a tecnologia de xerografia para realizar essa tarefa.

 

Como funciona uma copiadora?

O funcionamento das copiadoras é baseado em um princípio básico da física: a atração entre cargas opostas. Entenda esse processo:

  1. Chapa magnética: Abaixo do vidro onde colocamos o documento original, há uma placa magnética que é carregada com cargas positivas ao ligarmos a máquina.
  2. Luz ultravioleta: Iniciando a cópia, a superfície do documento é exposta a uma luz ultravioleta, que neutraliza as cargas positivas na área iluminada. As áreas com texto, no entanto, retêm sua carga eletrostática.
  3. Toner: O toner é um pó fino formado por partículas de plástico, que possui cargas negativas. Por isso, ele é atraído para as áreas não-iluminadas na chapa magnética, formando os caracteres.
  4. Cópia: O papel em branco recebe uma grande quantidade de carga oposta para atrair o toner, resultando na formação da imagem na folha. Por fim, calor e pressão são aplicados à folha para fixar o toner.

 

O que se faz numa copiadora?

O que se faz numa copiadora?

Copiadoras são capazes de reproduzir uma variedade de tipos de arquivos que estejam impressos ou escritos em folhas de papel, independentemente do seu conteúdo.

Alguns exemplos incluem:

  • Documentos de texto, como trabalhos acadêmicos, cartas e fragmentos de livros;
  • Imagens, fotografias, gráficos e ilustrações;
  • Páginas com escritos e desenhos à mão;
  • Arquivos mistos, com combinação de texto, imagens e/ou gráficos.

Neste último caso, podemos citar desde documentos pessoais, como RG e carteira de trabalho, até trabalhos extensos que contenham texto escrito, imagens e diagramas para ilustrar as informações.

 

Leia também: Digitalização de documentos: onde encontrar?

Qual a diferença de uma impressora para uma copiadora?

É muito comum pensar que a impressora e a copiadora realizam as mesmas tarefas, sendo o mesmo dispositivo com nomes diferentes. Mas, apesar de parecido, cada uma cumpre uma função diferente.

Como já foi explicado, a copiadora cria cópias de documentos que já existem em papel, sejam impressos ou escritos à mão.

A impressora, então, realiza a impressão em papel de documentos que originalmente estão em formato digital. Ou seja, antes da impressão não há um arquivo físico existente.

Hoje em dia, no entanto, encontramos impressoras multifuncionais e copiadoras profissionais que cumprem essas e outras funções, como scanner e impressão a laser.

Também é possível buscar por diferentes tipos de impressão, cada um adaptado para atender as necessidades específicas em relação à qualidade, quantidade e finalidade.

Entre eles, podemos citar:

  • Impressão Offset: que utiliza placas de impressão para transferir a tinta para um cilindro intermediário antes de ser transferida para o papel. Ideal para produção em massa.
  • Impressão Digital: a qual imprime diretamente a partir de arquivos digitais.
  • Impressão Térmica: libera a tinta ao aquecer um papel sensível ao calor. Costuma ser utilizada em itens como recibos e etiquetas.
  • Plotagem: Plotagem de projetos é um método de impressão capaz de produzir gráficos e desenhos de alta qualidade em larga escala. Utiliza impressoras especiais chamadas plotters, que deslizam uma caneta ao longo do papel.

Além desses métodos de impressão, as cópias costumam ser mais baratas que impressões, visto que não dependem de um computador ou de internet para reproduzirem um documento. Conheça abaixo alguns exemplos de valores!

 

Qual o valor de uma cópia xerox?

Qual o valor de uma cópia xerox?

O custo por uma cópia em uma máquina de xerox pode variar significativamente com base em alguns fatores, como o tipo de estabelecimento, onde é localizado, o modelo da máquina, o formato do papel e se é uma cópia em preto e branco ou colorida.

Por exemplo, a cópia xerox em preto e branco é muito mais comum de ser encontrada. Por isso, e também por ser mais econômica, seu valor é menor.

Além disso, algumas empresas podem oferecer preços diferentes dependendo do volume de cópias, podendo oferecer uma porcentagem de desconto em grandes quantidades.

Você pode encontrar o serviço de cópia xerox, nas gráficas por aproximadamente:

  • Cópia em Preto e Branco: R$1,00/folha
  • Cópia colorida: R$2,00/folha

*levando em consideração, as variáveis mencionadas acima e que as gráficas costumam oferecer descontos progressivos à medida que mais folhas são impressas.

 

Quanto custa para imprimir 100 folhas A4?

Diferentes fatores também podem influenciar no valor de uma impressão. Como mencionado anteriormente, descontos são aplicáveis conforme o volume de cópias.

Por exemplo, ao invés da impressão custar R$1,00 por folha em preto e branco, o custo pode ser reduzido para R$0,90/folha ao imprimir mais de 100 folhas e assim sucessivamente, havendo o aumento da quantidade teremos aumento no desconto aplicado.

Portanto, a impressão de uma cópia xerox de 100 folhas em P&B, poderia custar em torno de R$90,00, considerando os descontos aplicáveis.

 

Se você está procurando uma copiadora localizada na Lapa, a Redecópia é uma gráfica rápida que está pronta para atender às suas necessidades. Entre em contato conosco para descobrir nossos preços e serviços!

Open chat
1
Fale conosco
Escanear o código
Olá
Podemos te ajudar?