A encadernação é o acabamento de projetos editoriais, aplicados em livros, revistas, apostilas, e outros documentos. Seu propósito é de unir as folhas para facilitar a leitura e o manuseio por parte dos consumidores

Esse processo pode ser feito de diferentes jeitos, e hoje vamos apresentar os principais tipos de encadernação feita em gráficas para você usar em seus materiais. Vamos lá!

 

O que é encadernação?

O que é encadernação?

A encadernação é um procedimento feito com o objetivo de unir as páginas de forma ordenada, sendo aplicada em uma variedade de projetos gráficos, como cadernos, livros, revistas, catálogos, apostilas, trabalhos acadêmicos como TCCs, entre outros materiais.

Essa etapa do acabamento facilita a leitura, organização, manuseio e apresentação do conteúdo. Além disso, contribui para tornar o produto mais atraente aos consumidores, conferindo-lhe um design diferenciado.

 

Tipos de encadernação em gráficas

Existem diversas possibilidades de encadernamento, entre as mais comuns estão a encadernação canoa, lombada quadrada, espiral, wire-o, blocagem, costura, fichário, argolado, e encadernação de discos.

Essas técnicas possibilitam o melhor acabamento dos produtos, atendendo às necessidades específicas de cada projeto. Veja a seguir, os principais tipos de encadernação disponíveis no mercado.

 

Encadernação do tipo Canoa ou Dobra/Grampo

Encadernação do tipo Canoa ou Dobra/Grampo

Nesse tipo de encadernação, o conjunto de folhas, também chamada de miolo, são dobradas juntas e grampeadas ao longo da linha da dobra, junto à capa. Para materiais com até 64 páginas, são utilizados dois grampos.

A encadernação canoa é muito empregada em revistas, livretos, cartilhas e apostilas pequenas, pois esses itens não possuem muitas páginas.

Essa é a opção mais comum e econômica de encadernamento. Contudo, não é indicado para materiais com um grande volume de folhas ou papéis de alta gramatura, pois dificulta a dobra e prejudica no acabamento.

 

Leia também: Dicas para Impressão Preto e Branco

 

Encadernação com Lombada Quadrada ou brochura

A técnica de lombada quadrada é frequentemente usada em livros e deve ser bem planejada, já que quando os livros são empilhados, a lombada fica a vista, portanto deve conter informações importantes, como o título do livro, nome do autor e editora.

O encadernamento em brochura é umas das mais conhecidas, e ela pode ser feita de várias formas. Veja a seguir as técnicas de encadernação.

  • Cola Hot Melt EVA ou PUR – normalmente o miolo é colado na capa com cola Hot Melt EVA ou PUR. É recomendada para materiais gráficos contendo de 40 a 200 páginas;
  • Costura – as folhas são unidas por costura na dobra. Após esse processo, os cadernos são organizados lado a lado, de forma ordenada, seguidos por uma aplicação de cola para reforço. Com essa técnica, é possível abrir o livro em até 180 graus sem comprometer a integridade das páginas. Indicado para impressos com mais de 200 páginas, como livros didáticos e enciclopédias;
  • Tela – neste caso, além da costura, é aplicado uma tela ou adesivo para unir todos os cadernos, ou seja, capa e páginas, finalizando com cola. Esta técnica possui o maior custo e é utilizada em edições de luxos e em volumes grandes, com dicionários, Bíblias, etc.

A opção de lombada quadrada poder ser adotada tanto para capas flexíveis, quanto para capas duras.

 

Encadernação espiral

A encadernação em espiral é uma das mais comuns e acessíveis, também, sendo muito utilizadas em impressão de apostilas, cadernos, relatórios, manuais, TCCs e outros materiais didáticos.

Nesse tipo de encadernação, furos redondos são feitos nas folhas e capas, no qual um espiral de arame ou plástico é inserido.

Essa abordagem oferece suporte para até 400 folhas em gramatura fina e permite uma abertura completa de 360 graus. Essa característica facilita a escrita e o estudo, tornando-se uma opção ideal para materiais de aprendizado.

Além disso, a encadernação em espiral pode apresentar capa dura ou flexível, conforme a preferência do projeto.

 

Encadernação Wire-o ou “airo” na forma falada

Encadernação Wire-o ou “airo” na forma falada

A diferença do encadernamento wire-o para o espiral é a presença de uma garra de duplo anel, utilizada para unir as folhas no processo de encadernação. Para acomodar esse tipo de arame metálico, são feitos furos quadrados nas folhas e capas.

Seu uso é comum em cadernos, agendas, calendários, catálogos de produtos e portfólios. O uso do wire-o na encadernação, confere um aspecto mais sofisticado, profissional e maior resistência.

A quantidade de folhas nesse tipo de encadernamento pode variar entre 10 a 250, dependendo da gramatura do papel.

 

Onde encontrar lugares para encadernar?

Ao escolher o tipo de encadernação, é importante considerar a necessidade de deixar uma margem de segurança próxima à área de encadernamento para evitar sobreposição de imagens ou textos.

Você pode encontrar esses serviços de encadernação em gráficas rápidas, esses profissionais te oferecerão orientações sobre as melhores práticas para que seu projeto saia da melhor forma possível.

As gráficas rápidas podem encadernar:

  • Livros;
  • Cadernos;
  • Agendas;
  • Calendários;
  • Álbuns de fotografias;
  • Livros de receitas;
  • Manuais;
  • Apostilas;
  • TCCs e muito mais.

 

Portanto, se você precisa de uma gráfica na Lapa para fazer a encadernação do seu projeto, entre em contato com a RedeCópia, temos diversas opções de serviços gráficos para você!

Open chat
1
Fale conosco
Escanear o código
Olá
Podemos te ajudar?